Arquitectura . Arquitectura de Interiores, Design Para o Contexto

Centro Cultural de Belém, 1990, Lisboa

Equipamento e mobiliário. Sistema de sinalização. Espaços cénicos.

O projecto de equipamento e mobiliário para o Centro Cultural de Belém foi conduzido pela busca de afinidades formais e estruturais com o seu contexto. Em coerência com a clareza modular, o predomínio da expressão volumétrica e a estrita ortogonalidade da arquitectura, os móveis foram concebidos como composições aditivas de volumes elementares e caracterizados, sobretudo, pela dimensão extraordinariamente desenvolvida dos apoios ao solo.

Para além do design de novos modelos, Daciano retoma a linha Quadratura que tinha sido concebida para o LNEC-Laboratório de Engenharia Civil (1971-1972). Mais ainda, o design da cadeira camarote do grande auditório e a cadeira de sala de jantar da presidência vai ser retomado para o desenho das cadeiras do Edífico dos Paços do Concelho (1997-1998) em simultâneo com a criação da linha de escritório Sancho (1997-1999).

No âmbito do projecto de arquitectura da Casa da Música no Porto, o arquiteto holandês Rem Koolhaas, elege da obra Daciano da Costa mobiliário concebido em múltiplas obras anteriores como, para o Teatro Villaret (1964-1965), o Hotel Alvor (1966-1968), a Fundação Calouste Gulbenkian (1966-1969/1999/2004), o Hotel Altis (1971-1974), o Centro Cultural de Belém (1990-1992) e o Coliseu dos Recreios (1993-1994). Ao habitarem um novo espaço as reedições resultaram em novas versões das peças, tanto em alterações estruturais ou de implementação de cor. A título de exemplo, são atribuídas ao revestimento em pele da Boroa 2, as cores preto, branco e verde.

Em 2015 a poltrona Boroa 2, juntamente com os seus respectivos desenhos técnicos e esquissos, incorpora a colecção permanente do Museu Nacional de Arte Moderna do Centre Georges Pompidou em Paris.

  • Cliente

    Secretaria de Estado da Cultura

  • Equipa de Projecto

    Daciano da Costa, Filipe Cardoso, Carlos Costa, João Paulo Martins, José Sérgio Spencer, Jorge Spencer, Catarina Monteiro da Costa

  • Outras Participações

    Outras Participações: Pedro Martins da Silva, engenheiro (consultor artístico); Henri Oeschlin (equipamento cénico)
    Fabricantes do Mobiliário: Fago, Olaio (mobiliário em madeira), Metalúrgica da Longra (salas de reuniões); Sunviauto (mobiliário metálico), Quinette-Galay (cadeira de plateia), Construções Sampaio (balcões de madeira)
    Integrado na equipa vencedora do concurso público internacional, coordenada pelo Risco | Manuel Salgado em parceria com Gregotti Associatti | Vittorio Gregotti.

Reedições da Galeria relacionados

Cadeira Palace, 2019

LINHA PALACE
Obra: Hotel Madeira Palácio (1970-1971)
Reedições: Centro Cultural de Belém (CCB) (1990-1992), Fundação Calouste Gulbenkian (1999-2004)
Reedição: Atelier Daciano da Costa

Please note, your browser is out of date.
For a good browsing experience we recommend using the latest version of Chrome, Firefox, Safari, Opera or Internet Explorer.