Arquitectura . Arquitectura de Interiores, Design Para o Contexto

Casino Park Hotel, 1972, Funchal

Arquitectura de interiores, mobiliário e grafismos – quartos e suítes, reataurante, grill, cafetaria – 1972-1977; casino provisório – 1972-1974; casino, salas de jogos, bares, restaurante – 1972-1974; cineteatro e salas de congressos – 1977-1980; boîte - 1977-1978; sala de bingo - 1984.

No mobiliário e no equipamento integrado dos quartos das zonas públicas, são recorrentes as composições laminares e os sistemas de diedros, com um predomínio quase absoluto da assimetria. Princípios idênticos dominam o sistema de comunicação gráfica onde a tipografia e a cor funcionais se combinam com pleno sentido plástico.

Os paradigmas da arquitectura brasileira do movimento moderno e a memória das vanguardas do início do século - neoplasticistas e suprematistas, a Bauhaus e Le Corbusier - têm uma presença no conjunto da obra.

  • Cliente

    ITI – Sociedade de Investimentos Turísticos na Ilha da Madeira, SARL

  • Projecto Geral de Arquitectura

    Oscar Niemeyer e Viana de Lima com Daciano da Costa

  • Equipa de Projecto

    Daciano da Costa, Jorge Cid, Guilhermina Campos, Fernando Lemos Gomes, José Pereira, Pedro Graça

  • Outras Participações

    Outras Participações: José Rodrigues (azulejos e restaurante)
    Construtor: Sociedade de Construções ERG
    Fabricantes do Mobiliário: Metalúrgica da Longra, Móveis Sousa Braga


    Obra actual com alterações.

Please note, your browser is out of date.
For a good browsing experience we recommend using the latest version of Chrome, Firefox, Safari, Opera or Internet Explorer.